top of page

14ª Feira do Livro de São Joaquim da Barra atraiu milhares de pessoas

Palco “Usina do Saber” foi uma das novidades do evento, que aconteceu no Parque de Exposições Tancredo Neves



Já tradicional na cidade, a 14ª Feira do Livro de São Joaquim da Barra foi realizada, pelo segundo ano, no Parque de Exposições Tancredo Neves e contou com a presença de 14.757 pessoas, prova de que o público já se habituou ao local.


Patrocinado pela Usina Alta Mogiana, por meio da lei de incentivo à cultura, o evento foi realizado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto e Prefeitura Municipal de São Joaquim da Barra, sob a coordenação das secretarias de cultura e educação. Entre 28 de junho e 1º de julho, o parque de exposições foi cuidadosamente preparado para abrigar o palco principal, espaço infantil e palco Usina do Saber, além dos estandes de livreiros e praça de alimentação, proporcionando experiências enriquecedoras aos visitantes que por ali passaram.

Visando promover a diversidade cultural, participaram da Feira palestrantes das áreas de educação, esporte e também o humorista Diogo Almeida, que reuniu centenas de educadores na abertura do evento para assistirem a palestra-show “Vida de Professor”. O grupo O Teatro Mágico encantou os presentes com sua música repleta de poesia e sua performance que mistura elementos de teatro, dança e arte circense. Todas as noites foram sucesso de público, que não perdeu a oportunidade de curtir grandes nomes da música popular brasileira como Kiko Zambianchi, Diego Figueiredo e Joanna, gratuitamente. A orquestra de câmara do projeto ALMA - Academia Livre de Música e Artes, núcleo Ribeirão Preto, também foi uma das atrações do palco principal.

Fotos cedidas pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto


A programação infantil, de quinta a sábado, estava recheada de atividades lúdicas como contações de histórias, espetáculos teatrais, apresentação circense e oficinas de trabalhos manuais. Idealizado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, o projeto Combinando Palavras foi realizado com os estudantes de séries intermediárias do ensino fundamental da rede pública, que trabalharam as obras dos autores Luiz Puntel e Cristiane Sobral em sala de aula, previamente, e participaram dos encontros promovidos com os autores no Auditório Arthur Parada. Os alunos da primeira infância não ficaram de fora desse projeto, um novo formato foi criado para atendê-los, o Descobrindo Palavras, trabalhando de maneira simples e lúdica as obras da autora Eva Furnari, uma das homenageadas durante a Feira. As crianças que curtiram a programação diurna na quinta e sexta-feira, foram presenteadas com pipoca e algodão-doce oferecidos, gratuitamente, pela Usina Alta Mogiana.

Fotos cedidas pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto


O palco Usina do Saber, referenciando o nome da patrocinadora, foi novidade e ofereceu uma programação bem diversificada. Passaram pelo palco projetos apoiados pela Usina Alta Mogiana como o coral “O Canto da Alma”, formado por adultos da cidade e regido pelo maestro Alexandre Mazzer, e a Banda Marcial Municipal de Guará, formada por 70 jovens que já conquistaram premiação estadual dentro da categoria.

Fotos cedidas pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto


Merece destaque o lançamento do livro “Pela Janela do Tempo”, do escritor e colaborador da empresa Fernando Antônio Dias dos Reis Junior, que retrata uma viagem no tempo pela história de São Joaquim da Barra em seus primeiros 60 anos.


“Primeiramente, quero agradecer a Deus pelo privilégio de me apaixonar por essa ciência chamada História, com o bônus de juntar as letras e poder escrever esse livro. Agradeço a minha família, a equipe da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto e a Usina Alta Mogiana, patrocinadora desse evento, que acreditou no meu projeto e que, com dedicação, apoia tantas outras ações voltadas à leitura, arte e cultura em nossa região. A janela do tempo está aberta. Debrucemo-nos com ternura para relembrar do posso povo. Nossa identidade começa com a história deles, pessoas que, em tempos idos, o tempo impiedoso e cruel, teima em apagar das memórias". Fernando Antônio D. dos Reis Júnior (Autor do livro)



O livro foi editado e publicado com o patrocínio da Alta Mogiana e compareceram ao lançamento representantes da Diretoria, familiares do autor, colegas de trabalho e também familiares do saudoso escritor joaquinense Lúcio Faleiros, eterna inspiração para o Fernando e autor homenageado pela 14ª Feira do Livro.

Aliado às atrações multiculturais de qualidade, a valorização da literatura foi fomentada por meio da doação e troca de livros, venda de livros por preços acessíveis e pela distribuição 4.400 Cheques-livro pela Prefeitura Municipal, no valor de R$ 30,00, para alunos da rede pública. Como ação de incentivo à leitura, a Usina Alta Mogiana entregou 36 “Vales do Saber”, no valor de R$ 50,00, para seus colaboradores usuários de sua biblioteca interna, para que pudessem adquirir livros durante o evento.

Fotos cedidas pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto

“A Feira está muito bonita, completa e muito bem organizada. Fico feliz de ver tantas pessoas aqui interessadas em cultura, prestigiando a Feira. É uma grande parceria entre a nossa empresa e a Prefeitura Municipal”. Luiz Eduardo Junqueira Figueiredo (Diretor Agroindustrial da Usina Alta Mogiana)

O sucesso de mais essa feira literária se deu graças ao trabalho em equipe, desde sua concepção até o último dia de festividade, e a vontade de levar à população o acesso democratizado à cultura e educação.

974 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page